Profissões que estão em alta: Conheça as profissões que mais contratam no Brasil e se especialize em uma dessa áreas

Está à procura de uma ocupação mas não sabe por onde começar? Não se preocupe, separamos as principais profissões em alta que antes foram esquecidas e agora ganharam espaço no mercado de trabalho. 

Há uma vasta lista de profissões que “voltaram à moda”, tendo em vista que muitas delas perderam o prestígio porque foram esquecidas devido à mudanças profundas no modo de vida das grandes cidades ou porque foram substituídas por outros cargos. Profissões como açougueiro, costureira, barbeiro, padeiro e outras, passaram um tempo como ofícios inferiores ou secundários e agora estão na lista de profissões em alta e têm sido reinventadas de várias formas. Nos últimos anos, foi possível observar uma grande expansão do setor de bem estar e beleza. Entre os responsáveis por essa explosão estão as barbearias, que remontam os barbershops clássicos e geralmente são administradas por homens jovens. Um fenômeno semelhante com o que acontece em padarias, cervejarias e panificadoras, assim como no setor de artesanatos e outros trabalhos manuais, como costura.

Veja as profissões em alta no mercado de trabalho atual

Seja pelas novas tendências da moda, pela preocupação com o meio ambiente ou novos olhares em relação ao consumo e outros aspectos sociais, várias profissões antigas no mercado ganharam um novo olhar nos últimos anos e em grande parte das vezes, pelo público mais jovem e se tornaram profissões em alta. Sendo assim, preparamos uma lista com algumas ocupações que voltaram à moda, confira: 

Barbeiro

De acordo com dados do Euromonitor, o mercado de beleza masculina, entre os anos de 2012 e 2017, teve um crescimento exponencial de 70%, quebrando o estigma de que este setor está ligado apenas ao feminino e criando uma nova tendência.

Um grande fator que colaborou com este crescimento foi a abertura de novas barbearias que contam com um visual que lembra as clássicas barbershops americanas, música ambiente agradável, os cortes estilosos e até mesmo a oferta de bebidas durante o atendimento, deixando a profissão em alta e reinventando completamente o mercado.

Cervejeiro

Em 2020, o número de cervejarias artesanais saiu de 1.209 para 1.383. Nos últimos anos, o interesse que vem, principalmente, do público masculino por aprender a fabricar sua própria cerveja de forma artesanal e vendê-la se expandiu, fazendo com que o cervejeiro se tornasse uma profissão em alta.

Costureira

Os novos olhares em relação às formas de consumo têm feito com que diversas pessoas busquem um trabalho como costureira para adquirir roupas sob medida para, além de incentivar o trabalho autônomo, evitar a compra de artigos produzidos em lojas que são denunciadas de exploração e de descarte inadequado de peças que sobram no estoque.

Além disso, diversos jovens de ambos os sexos têm se focado em aprender trabalhos artesanais e manuais, como o bordado, costura, tricô e a confecção de bonecos com o intuito de garantir uma renda extra.

Padeiro

De acordo com estudos feitos pela Nielsen, a procura por um consumo mais sustentável e saudável de alimentos se expandiu em 11% em 2020.

Durante o primeiro ano de pandemia, o interesse pela panificação artesanal acompanhou essa tendência, fazendo com que os novos padeiros começassem a vender seus produtos e com que o cargo de padeiro se tornasse uma das profissões em alta.

Bartender

Ainda acompanhando a tendência dos trabalhos mais delicados e artesanais, como a cervejaria e a panificação, a profissão de bartender também voltou à moda.

Sendo considerada como a arte de fazer coquetéis, criando bebidas agradáveis e diferentes, esta ocupação também tem atraído os jovens, principalmente por conta da ótima remuneração. Essa profissão, assim como as demais, voltou à moda sendo impulsionada por empreendedores visionários que desenvolveram novas formas de disponibilizar produtos e serviços essenciais e conseguiram expandir o mercado em que atuam.

Açougueiro

Entre as profissões que estão em alta, também está a do açougueiro, que vem acompanhada dos olhares mais conscientes em relação ao consumo de alimentos, principalmente da carne e do interesse dos consumidores em saber mais sobre os produtos que se alimentam.

Gostaria de acrescentar alugam profissão que esquecemos de mencionar? Deixe Abaixo nos comentários. 

2 Comments

  1. Miguel Agostinho 24 de junho de 2022
  2. Ivanio Gomes 26 de junho de 2022

Escreva um Comentário